Grupo de teatro é impedido de apresentar peça em Santa Catarina

O grupo Harmônica Arte e Entretenimento foi impedido de apresentar a peça “A menina e sua sombra de menino”, agenda para os dias 18 e 19 de setembro de 2018, na Cidade de Campos Novos, Santa Catarina. O motivo? Alguns membros da comunidade se organizaram via mídias sociais e ameaçaram os artistas alegando o grande “perigo” que a obra em questão representava para as crianças. A peça conta a história de uma menina que, além de brincar de bonecas e pular corda, gosta também de futebol, brincar com carrinhos e jogar videogame. Segundo a nota do próprio grupo, não há menções no trabalho sobre sexualidade ou assuntos semelhantes. 

Abaixo, as Notas Oficiais do Grupo e da Federação Catarinense de Teatro, bem como algumas imagens do linchamento virtual que os artistas estão passando. 

NOTA OFICIAL EM APOIO À HARMÔNICA ARTE E ENTRETENIMENTO DEVIDO À NECESSIDADE DE CANCELAMENTO DE APRESENTAÇÕES NA CIDADE DE CAMPOS NOVOS

A Federação Catarinense de Teatro, entidade com 40 anos de história e Patrimônio Cultural do Estado de Santa Catarina, conforme constituição estadual, vem a público prestar apoio à Harmônica Arte e Entretenimento, devido à necessidade de cancelamento de suas apresentações na cidade de Campos Novos após ser alvo de discursos caluniosos e tendenciosos nas redes sociais que contaram com a manifestação do presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) do município.

Uma das inúmeras potencialidades do teatro é justamente promover o encontro das pessoas com a vida, por meio da reflexão artística sobre o comportamento humano e os padrões sociais que estão à nossa volta. Lamentamos que os alunos das escolas selecionadas para o projeto Viagem Teatral não poderão usufruir do seu direito constitucional de acesso à arte e à cultura, com o espetáculo “A menina e sua sombra de menino”. O projeto já circulou por 8 estados e atingiu um público superior a 60 mil pessoas. A peça conta com uma ficha técnica composta por profissionais do teatro com reconhecida atuação e mérito no Brasil. Esta é a primeira vez que a peça é alvo de represália.

Lamentamos o momento de polarização superficial de opiniões que o Brasil vive, onde acusações infundadas e irresponsáveis tornam-se bandeiras, contra ou a favor de determinados grupos e crenças, e, no contrafluxo do desenvolvimento humano e social, contribuem com o achatamento do aprendizado e inibem o livre pensamento.

Ficamos na expectativa que o poder público e órgãos responsáveis pelas políticas culturais e educacionais no município possam agir de forma republicana em prol do livre acesso à informação e à cultura, não permitindo que discursos tendenciosos e posicionamentos pessoais rompam com direitos assegurados na Constituição Federal.

Por fim reiteramos a solicitação da Harmônica Arte e Entretenimento para que o CMDCA de Campos Novos se pronuncie de forma oficial, clara e objetiva em relação ao ocorrido.

Federação Catarinense de Teatro (Fecate)
19 de setembro de 2018.

—–
Nota oficial da Harmônica Arte e Entretenimento

A Harmônica Arte e Entretenimento, realizadora do projeto Viagem Teatral, vem a público esclarecer alguns pontos relacionados à difamação e às manifestações que buscaram vetar as apresentações do Espetáculo “A menina e sua sombra de menino”, agendadas para os dias 18 e 19 de setembro de 2018, na Cidade de Campos Novos, Santa Catarina. O Projeto em sua 10º edição, já circulou por 8 estados brasileiros, 65 cidades e para um público superior a 60 mil pessoas. A cada ano, um (ou mais) espetáculos são convidados a fazer parte do projeto, sendo sempre escolhido dentro de uma proposta elaborada pela coordenação.

Para a 10º edição (1ª etapa) foi convidado o espetáculo “A menina e sua sombra de menino”, dos atores Paula Bittencourt, Leandro Magalhães e direção de Pépe Sedrez. Todos profissionais renomados da área teatral e com longa experiência no teatro voltado para a infância e juventude. Foram escolhidas 5 escolas públicas estaduais do município de Campos Novos por meio de reuniões e agendamentos prévios com a Gerencia Estadual de Educação.

O espetáculo por sua vez, conta a história de uma menina que foge aos padrões comportamentais preestabelecidos, e mostra de forma poética, diferentes maneiras de brincar, como: Jogar bola, bambolê, amarelinha, pipa, esconde-esconde e outros. Fazendo também um resgate de brincadeiras populares e tradicionais da nossa infância. O conflito se estabelece quando os adultos tentam encaixar a protagonista naquilo que acreditam ser o adequado para uma menina, julgando e limitando as brincadeiras. Por ela gostar de brincar de coisas ditas de menina (boneca, balé, corda) e também de coisas ditas de menino (futebol, carrinho, vídeo game) as pessoas afirmam a todo tempo que ela se parece com um menino.
O espetáculo tem por objetivo estimular o pensamento crítico e o respeito a todos e suas individualidades. Reforçamos que a obra NÃO aborda temas como: Sexualidade e “ideologia de gênero”. Repudiamos veementemente a forma com que o presidente do Conselho Municipal da Criança e Adolescente (CMDCA) se manifestou, de maneira isolada, irresponsável e caluniosa a respeito do espetáculo e dos profissionais envolvidos.

Solicitamos que o CMDCA de Campos Novos se pronuncie de forma clara e objetiva tendo em vista que seus membros assistiram à peça, diferente de sua última nota de esclarecimento, que usou de meias palavras para confundir ainda mais os pais camponovenses.

Repudiamos também a maneira com que pessoas mal intencionadas vêm se manifestando em redes sociais. Pessoas que não assistiram ao espetáculo e de maneira irresponsável, oportunista e caluniosa, vem pregando o ódio, como forma de se manifestar política e religiosamente. Para estas, estamos acionando a justiça afim de que retratações sejam feitas, pois calúnia e difamação é crime, de acordo com Artigo 138 do Código Penal.

Artigo 138: Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime: Pena – detenção, de 6 (seis) meses a 2 (anos), e multa. § 1º: Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propaga ou divulga.
Lamentamos profundamente que os estudantes do município de Campos Novos (SC) sejam privados do acesso aos bens culturais. Para preservar a integridade física do grupo, optamos por adiar as apresentações que ocorreriam hoje (dia 19/09) e amanhã (dia 20/09) até que as devidas informações se tornem públicas e de conhecimento de todos.

Agradecemos primeiramente a empresa Enercan, pela confiança e pelo excelente trabalho que realiza na região. Agradecemos também ao corpo docente das Escolas Henrique Rupp e Gasparino Zorzi que nos receberam de forma carinhosa e por todo esforço para que o espetáculo fosse realizado. Agradecemos também ao Sr Alaor Gotz e a toda equipe da Gered (Gerencia de Educação) ao Conselho Municipal de Cultura, à Vara da Infância e Juventude da Comarca de Campos Novos e ao Ministério Público Estadual.
Por fim, agradecemos a população camponovense que por diversas vezes nos recebeu de forma respeitosa.

Harmônica Arte e Entretenimento
19 de Setembro de 2018.

Foto da postagem: Imagem do espetáculo / Arquivo do grupo.

 

 

Registros de alguns dos insultos / comentários

 

Gostou do conteúdo?


Curta a nossa fanpage no Facebook:  
e siga-nos no Twitter:  

O Metranca agora está aceitando conteúdo enviado pelos leitores!
Confira em: https://coletivometranca.com.br/contribua-com-o-metranca/

Veja Também

Metranca
Sobre Metranca 234 Artigos
O Coletivo Metranca é um portal que trata de comunicação e arte. Formado em Joinville, Santa Catarina, o coletivo surgiu em 2011, como opção e espaço para atender demandas do setor cultural da região.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*