Entupiu?

Minha intenção (enquanto historiador e “ilustrador”), assim como as demais manifestações acerca do discurso preconceituoso, homofóbico e conservador do candidato Levy Fidelix, é combater que este tipo de fala, posicionamento e argumento se torne constante em nosso cotidiano.

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #03 – Ateísmo

Religião é um tema bastante polêmico, portanto vou tratar aqui dele de uma maneira bem pessoal. Não quero que ninguém pense que o que eu escrevo aqui é a verdade absoluta, só que é meu ponto de vista baseado nas minha experiência singular de ver o mundo. Uma das questões que por vezes me fazem nos mais variados contextos é: Qual a sua religião? Como se fosse quase que obrigatório eu pertencer a alguma. Sempre quando minha resposta vem, dizendo um singelo “-Sou ateu” o que se estabelece geralmente é um silêncio constrangedor, na melhor das hipóteses. Quando digo que sou ateu, noto que algumas pessoas já me olham diferente. Nunca entendi muito bem isso, esta relação tão peculiar que as pessoas tem com suas crenças e no meu texto vou tentar conjecturar sobre esse estranhamento. Mesmo não compreendendo muito desta estranheza reconheço a importância do tema e vou aqui contar um pouco […]

Colunas

O fracasso da violência – todos saúdem Megatron!

DECEPTICONS! TRANSFORMEM-SE E ERGAM-SE   Quem acompanha as notícias deve estar sabendo da ofensiva americana contra as cidades tomadas pelo ISIS. E quem está familiarizado com a história da região deve saber como essas ofensivas aéreas tendem apenas a perder o apoio popular e fortalecer a formação de grupos terroristas. Sim, algo deve ser feito, e não é mais tempo para o dialogo – mas há se pensar no que fazer e como fazer. Mas o que isso tem a ver com quadrinhos, você pergunta? E se eu te falar que um quadrinho que surgiu de uma linha de brinquedos já discutiu a respeito disso, e sobre como a violência corrompe e distorce qualquer causa? Bem, para responder essa pergunta, temos que voltar para o passado, para o distante ano de 1984, quando a Hasbro comprou um bocado de bonecos japoneses de coisas que viravam robôs. Sabendo que parte do segredo para […]

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #02 – Facebook

O Facebook não é maravilhoso? Nunca deixo de ficar surpreso com as coisas que ele me sugere. Fanpages e grupos que tem tudo haver com meus interesses, amigos que nem eu lembrava mais que conhecia, produtos incríveis que no mesmo momento em que vejo tenho vontade de clicar e comprar. E melhor, tudo isso de graça! Não é incrível? Bem, sinto lhes decepcionar… Tudo na vida tem um preço e nem sempre é em dinheiro, mas sempre tem um preço. Já pararam pra pensar sobre tudo isso? Como funciona o Facebook? Como eles ganham dinheiro? O que é vendido? Qual valor é agregado nessa relação? Quais as implicações disto? Vou explorar alguns destes aspectos aqui, mas antes disso é bom esclarecer uma coisa: Uso pra caramba o Facebook e apesar de o assunto aqui focar muito nos aspectos prejudiciais da rede social, admito que ela tem muito a somar se utilizada de maneira correta. […]

Colunas

Satirizando o Fascismo com Judge Dredd.

Eu SOU a Lei! –Judge Dredd No futuro, a sociedade está tomada pelo caos. A velha lei é ineficiente, o crime exige que a lei assuma uma nova cara. Não há tempo para coisas como “devido processo” ou “julgamento justo”. Ao mesmo tempo em que leis criminais se tornam mais e mais rigorosas, o aumento de população e a falta de espaço exigem o afrouxamento de direitos civis, garantis constitucionais, padrões de qualidade e leis trabalhistas. Nesse pesadelo distópico a justiça tem um nome apenas: JUIZ. Juri, Juiz e Executor, cabe a esses bravos homens manter e preservar o pouco de lei que nos resta – por qualquer meio necessário. Liberdade? Democracia? Essas coisas não são para o povo! Essa é a premissa de um dos melhores e mais longos títulos da linha britânica 2000 A.D. : Judge Dredd. Se a primeira vista ela pareceu a premissa mais fascista já vista em quadrinhos… Você […]

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #01 – Tatuagem

Escrevo este texto para você que torce o nariz quando vê alguém todo tatuado cruzando seu caminho, ou até faz pior. De cara já esclareço que não tenho nenhuma tatuagem, pois nunca tive até então vontade de fazer. É simples assim, sem nenhuma explicação muito mirabolante. De qualquer maneira me sinto completamente à vontade neste tema e vou dar minha visão sobre este assunto que divide opiniões: Primeiramente é preciso ter em mente que tatuagem é tabu, ou algo ligado a aspectos negativos apenas para uma determinada geração. Logo,  eu vejo isso com certa satisfação. Nasci em 1989 e não é minha intenção aqui definir qual é a minha geração – Alias, acho que essa discussão rende bastante e pensarei em aprofundá-la mais tarde – e qual é a anterior ou a próxima, porém acho que citando o ano já dou algum parâmetro para provocar a reflexão.  Isso me faz acreditar que, talvez, daqui a alguns […]

Última cidade no Chile, San Pedro de Atacama…

Muitas sensações, um breve pânico, vento, muito vento, poeira, terra nos olhos, uma mochila pesada. Nesse momento sou abordada por um francês e uma americana com  caras estranhas oferecendo vagas em um hostel. Para variar não tinha reservado hospedagem e segui o casal esquisitinho até o hostel. Mais vento, vento que me fez comer muita terra. A paisagem toda era tão diferente de tudo o que eu já tinha visto que tive e prender a lidar com aquilo. Não que seja ruim, mas é muito diferente, meus olhos e meu corpo tiveram que se habituar (pela primeira vez, nesses quase dois meses de viagem) a sensações diferentes. Não pude sair sem óculos de sol e o rosto completamente coberto aquele dia, todos saiam assim na rua, em virtude da poeira. Os moradores diziam coisas do tipo: “faz tempo que não venta assim e nunca fez tanto frio como agora”. Ok. Só porque […]