Para teus olhos

Amo do cheiro ao torpor

Como se fosse único certeiro

 

Sigo teu jeito de flor

Me entrego do abraço ao remendo

 

Até costurar o enredo

Desde que tenha no teu peito meu braço

Na tua mão meu laço e cabelo

 

Caminho do jeito que for

Entrego meu peito pro teu abraço

Na tua mão meu amor e anseio

 

unname

Gostou do conteúdo?


Curta a nossa fanpage no Facebook:  
e siga-nos no Twitter:  

O Metranca agora está aceitando conteúdo enviado pelos leitores!
Confira em: http://coletivometranca.com.br/contribua-com-o-metranca/

Veja Também

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*