Joinville retorna ao mapa dos festivais de Metal

Quem frequentou festivais de “música pesada” na Sociedade Avaí, Recreativa Schulz, Cais 90 e Garage Club (Itinga) já estava desacreditado sobre a possibilidade de bater cabeça novamente em um festival de metal na região. A maioria destes locais não existe mais e a “tradição” de um festival que dure mais de um dia parecia já ter se apagado em Joinville.

15622505_1167356363342512_7080150552804110534_nÉ ai que entra o Metal Joinville. Desde 2012 o grupo vem produzindo alguns eventos na região e, em 2015, organizou o primeiro Metal Joinville Festival, na Estação da Memória. A chuva dificultou (e muito) o festival, mas nesta primeira experiência o público já demonstrava que estava sedento por um festival próprio.

Agora, em 2016, a equipe produziu em parceria com o Garage Bar e com as próprias bandas uma nova edição que contou com um público de aproximadamente 500 pessoas. Foram 12 ba15621924_1167360746675407_7869412944097132307_nndas que se apresentaram em dois dias de evento. Desta vez a chuva não atrapalhou e, inclusive, headbangers de outras cidades vieram prestigiar o evento.

Uma das coisas mais legais do evento é a transparência financeira do Metal Joinville. A organização faz questão de ressaltar a importância da colaboração espontânea. Já que a entrada era gratuita, as pessoas doaram o que queriam para o caixa das bandas. Ao todo foi arrecadado R$676,85, que será destinado aos músicos. Os apoiadores do evento também ajudaram financeiramente com um total de R$300, gastos em despesas do próprio festival.

Não tem tempo ruim para os headbangers da região. O mosh pode ser até na brita que não tem problema. O importante é acontecer. E neste quesito, os produtores, artistas e público de Joinville parecem estar se reencontrando com a possibilidade de movimentar o cenário da música extrema. Talvez a colaboração espontânea e a realização de eventos em locais abertos sejam uma solução inovadora para os problemas financeiros comuns na elaboração de shows deste porte. Tudo isso alinhado ao espírito coletivo de um grupo que está sempre aberto à novos integrantes e parcerias parece estar reativando Joinville no mapa de festivais de metal do Brasil.  Há quem já pergunte sobre a terceira edição do festival e, de acordo com a própria organização, a vontade é continuar produzindo eventos como este.

Confiram todas as fotos do primeiro e do segundo dia do evento clicando aqui.

Gostou do conteúdo?


Curta a nossa fanpage no Facebook:  
e siga-nos no Twitter:  

O Metranca agora está aceitando conteúdo enviado pelos leitores!
Confira em: http://coletivometranca.com.br/contribua-com-o-metranca/

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado.


*