Espaço ou óculos escuros

Abri a porta com o pé. Já sem paciência, o tempo não está ajudando, não tenho nenhuma estratégia para essa corrosão.

 

Tenho frio e passo rapidamente as mãos na calça para tentar esquentar, sempre deixo minhas mãos entre as pernas que estão cruzadas.

 

Talvez você nunca tenha notado, mas te odeio. É que te odeio de uma maneira tão formal que nem se nota.

Te odeio como odeio advogados, não te odeio como odeio telemarketing, muitas vezes te odeio como odeio meu despertador.

 

São semanas que tenho visto coisas que não existem, certo que é esquizofrenia, ou falta de usar os malditos óculos. Mas atualmente ter esquizofrenia é mais cool.

 

Falta de café, de horas na cama, de outras coisas além de café na cama.

 

Cafeína, adrenalina, hipotermia, anfetamina, cocaína.

 

Você fez muitos anos de teatro e isso afetou sua memória real o que complica nossa falsa relação de amizade que por sua vez bloqueia minha sanidade.

 

Esses problemas me fazem beber mais.

 

Aspirina, melanina, disritmia, morfina.

 

Você não faz mais efeito.

Meus dias eram tranquilos, eu tinha equilíbrio e a dor nos pés havia sumido, agora uso muletas.

 

Esse zig-zag que tenho nas entranhas piorou, alguém costurou meu pulmão nas costelas.

 

Você sempre deixa a luz acessa.

Você anda nu e se esconde mais do que eu.

 

Tenho medo que os insetos que vejo aumentem.

Talvez a loucura seja medida pelo tamanho das coisas que não existem e que podemos enxergar.

 

Anemia, mania, Filipinas, fobias.

 

Necessito passar um tempo longe de mim. Estou por sufocar com esse preenchimento desgovernado de não sei.

Sou um espaço tão pequeno para tantos questionamentos que sinto falta de ar.

 

Mas se você chegar, apagar a luz, pode deixar meu dia piegas, nem ligo se eu não puder respirar.

Preciso de mais espaço, vou mudar as entranhas de lugar, encostar tudo mais para o canto, deixar o pulmão expandir, o coração desacelerar, vomitar algumas dúvidas, limpar tudo por aqui.

 

Tenho que organizar algumas coisas, para quando eu voltar.

 

(Mas vai doer menos se isso tudo for apenas saudade).

corrosao

Gostou do conteúdo?


Curta a nossa fanpage no Facebook:  
e siga-nos no Twitter:  

O Metranca agora está aceitando conteúdo enviado pelos leitores!
Confira em: https://coletivometranca.com.br/contribua-com-o-metranca/

Veja Também

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*