Colunas

Joinville rumo ao Bicentenário | Artigo de Ana Carolina Moura

Por Ana Carolina Moura* Há algumas semanas, logo no início do ano, após voltar de férias, me foi pedida uma tarefa, que a princípio achei bastante interessante: fazer uma redação sobre como eu pensaria na cidade para os próximos anos. Como Arquiteta e Urbanista, adorei poder colocar algumas ideias no papel, ainda que parecessem utópicas ou inviáveis. A ideia central do texto era se colocar no futuro, daqui a 25 anos, como um jornalista que fazia uma reportagem falando sobre o que fora feito na cidade nas últimas décadas. Apesar do texto fictício, procurei colocar algumas ideias bem plausíveis e exequíveis, por entender que esta era a função principal do texto. Como penso que o Planejamento Urbano de uma Cidade Inteligente deve ser feito com a participação popular (e eu só corroboro com ideias de urbanistas e autores renomados como Lynch, Jacobs e Gehl, este último com um ótimo site, o Making Cities […]

Sem imagem
Colunas

Döhler, contra-reforma e ocultamento

Por Dauto J. da Silveira[1] A terceira contra-reforma administrativa da atual gestão de Joinville foi um golpe, especialmente, para uma decisiva área da administração da cidade: a Fundação Cultural de Joinville (FCJ). Se considerarmos que por ela passava boa parte das ações administrativas jungidas aos desígnios de setores populares, de grupos mais ou menos institucionalizados e da ingênua intelectualidade de esquerda e no interior da qual havia núcleos técnicos de relativa autonomia político-administrativa, a reforma administrativa deve ser vista para além do seu ato. Afora isso, cabe observar duas cousas: i) o silêncio sepulcral da comunidade cultural, de toda ordem, em face da reforma e ii) o fato segundo o qual ela ter menos a ver com questões fiscais, de eficiência, etc e mais com as questões de um governo de talho autoritário, cuja vitalidade está no controle sistemático de toda e qualquer forma política. No tocante ao silêncio voluntário, algo curioso […]

Artes Visuais

CADAver – Grupo joinvilense promove encontro de performance

Com o objetivo de motivar a produção artística de Joinville e região, o grupo (CADA)VER promove o seu primeiro encontro de performance urbana. O grupo selecionará quatro projetos locais, além de outras iniciativas convidadas que serão confirmadas em breve. A equipe CADAver auxiliará os selecionados em todo o processo de produção das ações e divulgação das performances. As inscrições terminam no dia 25 de fevereiro e as ações estão programadas para ocorrerem entre os dias 16 e 18 de março. A inscrição é gratuita e cada grupo selecionado receberá uma ajuda de custo no valor R$100. O projeto foi idealizado por Taiane Carvalheiro, joinvilense que mora na Argentina e cursa o mestrado em Linguagens Artísticas Combinadas na Universidade Nacional de Artes (UNA), de Buenos Aires. A curadoria já anunciada na página do grupo também conta com a participação de Natasha Álvarez, equatoriana e pesquisadora em artes cênicas que também cursa o mestrado […]