Capa - Democratização da Mídia
Colunas

Democratização da Mídia – NÃO ENTRE EM PÂNICO #27

Algumas reflexões sobre a Democratização da Mídia Pensando sobre nosso país, acho um tanto quanto curioso o fato de que, depois de 30 anos do final da ditadura, ainda não tenhamos a noção de que o acesso aos meios de comunicação é um direito e não um produto. Se pensarmos bem, os militares, na época da ditadura tinham essa noção muito bem esclarecida, uma vez que estabeleceram a censura como uma das principais formas de regulação social. Nenhuma novidade até ai, já que esse modus operandi é bastante comum a qualquer regime ditatorial. Contudo, o que me inquieta é como essa noção foi perdida ao longo das décadas que se sucederam, ao ponto que hoje, a discussão sobre a Democratização da Mídia tenha ganhado uma aura nefasta que remete a ideia de o estado quer manipular aquilo que se veicula no país. Primeiramente é interessante lembrar que o estado já regula uma série de […]

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #26 – Sonhos

Dilemas, enigmas, paradoxos… São parte de minha rotina atualmente. Escolhas nada óbvias, onde não se escolhe entre perder ou ganhar, só entre perder isso ou aquilo, e nem se tem muita certeza de que realmente só isso ou só aquilo será perdido. Não há outras hipóteses possíveis: Ou estou acertando muito e indo por um bom caminho, ou estou indo direto para o buraco. Não existe um caminho do meio. Como posso saber disso? Na verdade não sei, só sinto que é isso. Um vez sonhei que estava em uma prisão muito grande, que ficava enterrada sob a terra. De dentro dela eu podia ver a luz do dia brilhando por um pequeno buraco no teto da construção. Eu tinha que conseguir fugir de lá, e por algum motivo irracional, decidi fazer isso indo cada vez mais para o fundo da construção. Mesmo a luz estando ali o tempo tudo, eu queria ir […]

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #25 – Suzane Von Richthofen

Recentemente vi uma matéria que falava de uma possível adaptação da história do assassinato do casal Richthofen para o cinema. Foi um verdadeiro frisson na internet. As pessoas acharam um absurdo retratar a história tão macabra como esta. Eu particularmente gostei muito da notícia. Acho muito interessante a história do caso e de como foi solucionado. Além disso, mais recentemente ainda, Suzane deu uma entrevista para Gugu Liberato na Record. Portanto acho que está na hora de falar um pouco sobre esse caso tão icônico. Algum tempo depois dos assassinatos, lembro de ter lido o excelente livro de Ilana Casoy “O quinto mandamento”, que conta como foi o processo de perícia do caso e de como ele foi solucionado. Usarei os relatos deste livro, e o que observei da entrevista com o Gugu para tecer alguns comentários sobre Suzane. Não serei conclusivo em nada, apenas vou levantar alguns questionamentos. Que o crime foi […]

Capa Birdman - Não entre em Pânico
Colunas

Super-Heróis e Birdman – NÃO ENTRE EM PÂNICO #24

Depois de assistir Birdman (ou A Inesperada Virtude da Ignorância, 2015), uma reflexão antiga me veio à tona novamente: Qual é a necessidade de termos tantos super-heróis na cultura contemporânea? Estamos em uma época em que o cinema virou o grande palco da atuação desses esteriótipos. Antes disso nas HQs a cultura dos super-heróis já era bem forte. Falarei aqui um pouco disto, considerando esse universo algo do âmbito do masculino. Enxergo os super-heróis como uma mitologia contemporânea. Eles são o que todo homem queria ser, pois tem todos os atributos valorizados pela nossa cultura, são fortes, inteligentes, íntegros, singulares, se sacrificam em nome de uma causa. Tem habilidades especiais únicas que os diferenciam de todo o resto da população. Ao mesmo tempo, tem que disfarçar isso tudo, se camuflar na multidão, serem normais, pois ao mesmo tempo que nossa cultura valoriza todos essas insígnias de poder, ela também repreende a satisfação de […]

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #23 – Darren Aronofsky

Continuando a série de artigos sobre diretores de cinema, na qual eu falei anteriormente sobre Christopher Nolan, agora é a vez de Darren Aronofsky. Selecionei três filmes dele para tecer minhas considerações sobre seu modo de fazer cinema: π (1998), Réquiem para um Sonho (2000) e Cisne Negro (2010). Aronofsky faz filmes sobre a mente humana, para ser mais preciso, sobre a mente humana em situações extremas. Pessoas que estão se mantendo como podem na realidade, pois estão a beira de um colapso, são personagens recorrentes em suas tramas. O diretor retrata sempre o processo de enlouquecimento desses personagens de uma maneira muito interessante. Sequências de cortes rápidos e abruptos de imagens, acompanhados por uma trilha sonora sempre marcante são, no meu entendimento, sua forma de mostrar como vê o funcionamento desses personagens, fluxos contínuos de imagens aparentemente sem sentido, com uma aura megalomaníaca retratada pela música.   π (1998) π, ou Pi, é um filme […]

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #22 – Nossa Geração

Ouço muito falarem da nossa geração como se tivéssemos vindo de um outro planeta, como se fossemos seres totalmente estranhos e descontextualizados do fluxo da história. Somos tratados como quase um acontecimento. Nos observam como um fenômeno a ser estudado. Eramos crianças que até ontem só estavam na plateia, mas que hoje tem a petulância de se apropriarem do mundo material onde antigos reinados desmoronam dia após dia. De certa forma, nada disso é novidade. Desde que o mundo é mundo a dita nova geração chega aí pra sacudir os alicerces da antiga. É assim que a vida é, o passado passa e o futuro se agiganta. Porém, nem por isso, se torna menos necessária essa constatação: A nossa geração tem dado um bocado de trabalho. Para os antigos donos da verdade, nós não fizemos absolutamente nada. Eles é que fizeram tudo, nós não chegamos nem aos pés deles. Coitados, mal podem enxergar o […]

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #21 – O Reaça

O reaça, apelido carinhoso dado ao reacionário, é um esteriótipo de pessoas que tem se tornando cada vez mais popular atualmente. São definidos por uma série de características e comportamentos bem típicos, mas talvez a mais emblemática e fundamental característica de todas é que eles se sentem superiores aos demais. Na mente de um reaça, a raça humana em geral é uma gentalha, uma ratataia, um povinho encardido, uma patuleia. Eles acreditam piamente que algumas pessoas privilegiadas, como eles, nasceram diferentes, são especiais. Nasceram tocados pela fodalidade, possuem mentes oniscientes, percepção pré-cognitiva e o dom da verdade absoluta. É importante ressaltar que o reaça não acha que ele é especial. O reaça sem um grupo não é nada. Ele sente que o grupo que ele faz parte é especial e se agarra aos ideais deste grupo. O reaça é incapaz de discordar do grupo ao qual ele faz parte. Pois isto implicaria em fazer […]

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #20 – Foda-se!

Falta para muitos e sobra para tantos outros o uso de uma expressão das que mais gosto em nossa língua: Foda-se! Ao contrário do que os moralistas de plantão estão pensando, o foda-se não é sempre assim tão ofensivo, ou mal educado. A instituição do foda-se é algo muito necessário e fundamental, quando administrado na dose certa. Há momentos em que ele é sem sombra de dúvidas uma das poucas opções disponíveis. Diante das paradoxais escolhas da vida, onde muitas vezes se escolhe entre a ruim e horrível, onde nos damos conta do limitado horizonte de alternativas disponíveis a nós, meros mortais, eu recomendo fortemente foda-se três vezes ao dia, de oito em oito horas. Vai fazer você se sentir melhor, não tem erro. Aos que se tornaram adictos do foda-se, que o usam nos bons e maus momentos em doses cavalares, talvez vocês não tenham do que se queixar da vida. […]

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #19 – Há algo errado!

Tenho notado, e não é de hoje, que uma grande quantidade de pessoas ao meu redor, inclusive do meu convívio, vem sofrendo dos chamados “transtornos mentais”. Coloco este termo entre aspas, pois em parte tenho minhas discordâncias com a forma como são classificados os mais diversos fenômenos ligados ao adoecimento psíquico. Há uma ênfase muito grande em massificar esses fenômenos e classificá-los dentro de sistemas de saber muito rígidos. Até, por sinal, já abordei um pouco dessa questão do adoecimento psíquico em meu artigo sobre a depressão, que é, pelo menos ao meu redor, o mais comum deles. Abordo a mesma questão novamente, sendo um pouco mais amplo quando ao escopo, pois algo está me incomodando muito: Há algo de errado em nossa cultura. Essa questão vem orbitando ao redor de vários trabalhos que eu tenho realizado durante minha jornada profissional e acadêmica. Antes de entrar no tema propriamente dito é preciso reconhecer algo, […]

Colunas

Cyberwar – NÃO ENTRE EM PÂNICO #18

Para quem está sintonizado com os acontecimentos recentes, essa notícia já é velha, mas creio que boa parte das pessoas não tenha tido acesso a ela, pois, estranhamente, a mídia tradicional não dá muito importância para os acontecimentos que envolvem a internet. Nesta noite de terça-feira (09/12/2014), o site Pirate bay, o mais notável dos indexadores de torrent do mundo, sofreu uma batida policial e foi fechado em Estocolmo, na Suécia.  Isso me entristeceu profundamente, uma vez que, legalmente, o site estaria protegido desse tipo de ataques, já que a tecnologia torrent não guarda os arquivos protegidos por direitos autorais, só conecta as pessoas que possuem aquele arquivo em uma rede de compartilhamento de pessoa a pessoa para a troca dele. Mesmo sob esse argumento, mais uma vez o interesse comercial passou por cima da lei, forçando uma nova interpretação e o site saiu do ar e assim permanece até o momento em que escrevo […]

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #17 – Twitter

Logo no início da minha coluna, quando falei um pouco sobre o facebook, quis expor um pouco da minha opinião sobre alguns fenômenos desta rede social tão popular atualmente. Desta vez quero falar um pouco de uma outra rede, o Twitter. Primeiramente é muito importante dizer que o twitter está ai já há algum tempo. Foi criado em 2006, dois anos depois do lançamento oficial do facebook, em 2004, e portanto já tem um bom tempo de estrada também. Sempre me perguntava por que o twitter não ficou tão grande quanto o facebook. Bem, vou tentar aqui explicar um pouco dessa questão e aproveitar para mostrar um pouco das diferenças básicas de ambas as redes.   Facebook você encontra seus amigos e no twitter conteúdo Uma das coisas mais bacanas do twitter é que é uma rede essencialmente assimétrica. Hoje o facebook também tem opções que permitem que ele também seja assimétrico, muito por influência […]

Sexualidade
Colunas

Sexualidade – NÃO ENTRE EM PÂNICO #16

Já faz algum tempo que quero escrever algo nesta coluna sobre os tabus e preconceitos que rondam a questão da sexualidade. Como nunca me furtei de temas polêmicos, acho que já está mais do que na hora de falar sobre esse assunto. A sexualidade em si já é um tabu muito forte em nossa sociedade desde sempre. Penso que seja fundamental introduzir certo conhecimento científico sobre ela antes de avançarmos na discussão. Não farei deste texto um artigo acadêmico, só instigarei a curiosidade de quem possa se interessar pelo tema. Aliás se você se interessa pelo tema, recomendo o texto Minorias nos Quadrinhos: O casal gay (e robótico), do Pedro H. Leal, aqui do Metranca. E assim como no artigo sobre depressão, meu intuito aqui não é esgotar o tema, é só prestar um mínimo de orientação e dar minha opinião. Para fins de melhor entendimento do público em geral, utilizarei o […]

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #15 – Ativismo

Quem nunca lutou por alguma causa na vida? Seja nas injustiças triviais do cotidiano ou contra os absurdos da política brasileira. Penso eu que, todos compartilham, em certo nível esse sentimento de luta por algo, em maior ou menor escala. Há aqueles que dedicam suas vidas à certas causas e aqueles que nunca participaram efetivamente de nenhum movimento organizado, porém, está no cerne do ser humano resistir à algo, nem que seja à expectativa dos próprios pais, da família ou da sociedade. São nesses momentos de resistência que demarcamos o que nos pertence enquanto sujeitos, ou seja, o que nós somos.  Não há como se escapar disso, pois as expectativas são ambivalentes, logo, se tem que fazer escolhas, satisfazer há algumas e resistir a outras. Gostaria de começar minha argumentação desta forma para demostrar um pouco do problema que quero abordar neste texto: O posicionamento ativista na realidade brasileira atual. Já participei de […]

Colunas

NÃO ENTRE EM PÂNICO #14 – Educação?

Gostaria de tecer algumas considerações sobre um tema muito caro para mim, o sistema de educação formal no Brasil. Antes de dizer qual a situação da educação atualmente, seria interessante explanar um pouco sobre como é fundamental o papel da educação na vida das pessoas, depois comentar alguns dos principais problemas da educação no Brasil.   Qual a importância de uma boa educação? Dentre os clichês que se houvem por aí nas reivindicações e debates políticos da vida, sempre que se fala em educação se fala em como ela é essencial e fundamental. Ressaltar a sua importância é um argumento mais básico de qualquer discurso dentro de temas políticos. Agora, já experimentaram fazer a seguinte pergunta: Por que educação é tão importante assim para mim? É um bom exercício para pensar qual foi a qualidade da sua educação. Uma boa educação te dá a consciência basicamente. Consciência de quem você é, de […]