Música

Em tour pelo país, artista italiano Fukte se apresentará na próxima quinta-feira em Joinville

Inicia-se nessa sexta-feira (12/10) a turnê do artista de música experimental Fukte, ao lado do Sŭāsum, começando com a apresentação na Audio Rebel (Rio de Janeiro) e seguindo por Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina e novamente São Paulo. Diretamente da Itália e pela primeira vez na América do Sul. Fukte (pronuncia-se Fooktæ) começou por volta de 2004, como projeto solo de Fabrizio De Bon, performer de noise e músico experimental autodidata de Belluno (Itália), proprietário do selo Toxic Industries, que lançou sua primeira cassete em 2009. Originalmente influenciado por noise japonês, cenas industriais e ruídos europeus dos anos 90, o estilo de Fukte evoluiu por uma pesquisa contínua em diferentes áreas, como drone, música concreta e harsh noise wall. As composições de Fukte e performances ao vivo são físicas e poderosas, incrementadas com controles de fontes, caixas de sucata e até uma esmerilhadeira (!). Suas faixas são o resultado de alternâncias de […]

T.A. Greatest Hits

T.A. Greatest Hits: Adonis – H.O.U.S.E.

Essa é uma nova coluna aqui no Metranca; numa passagem de volta ao passado, revivendo os maiores (anti-)hits ainda presentes nas minhas playlists que têm a capacidade de alterar ou catapultar o meu estado de espírito ao ouvir. Os melhores sons que você não lembra se já ouviu ou faz questão de não ouvir. E hoje vamos recapitular um pouco dos primeiros passos da house music (e do acid house), há mais de 30 anos atrás, revivendo uma poderosa pepita. Os primórdios do house datam de casas noturnas em meados dos anos oitenta na cidade de Chicago, embora muitos afirmam ainda que teve o seu início no final dos anos setenta (mais especificamente em 1977), quando Frankie Knuckles (o criador aparente e um dos seus mais representativos ícones) estreou como DJ principal (entre 1977 e 1982) no lugar conhecido como The Warehouse – casa noturna cuja a maioria do público era de negros, gays e […]

Artes Visuais

Quadro se autodestrói após ser leiloado em Londres

O grafiteiro anonimo mais famoso do mundo, popular por suas obras com críticas sociais e políticas, colocou um de seus quadros à venda em um leilão na famosa Sotheby’s, em Londres. Quando o estêncil batizado de A Menina com Balão foi arrematado por 1,4 milhão de libras (cerca de R$ 5 milhões), um dispositivo eletrônico foi acionado no quadro e o desenho foi picotado por um cortador de papel escondido por trás dele. View this post on Instagram . "The urge to destroy is also a creative urge" – Picasso A post shared by Banksy (@banksy) on Oct 6, 2018 at 10:09am PDT Horas mais tarde, o artista plástico explicou o truque num vídeo publicado no Instagram. “Há alguns anos escondi uma destruidora de papel numa pintura”, lê-se na introdução do vídeo, que mostra a montagem. “Para o caso de alguma vez ser colocado a leilão…”, completou. A empresa de leilões onde ocorreu o […]

Trajeto Alternativo

Sinta o espírito metaleiro agindo sobre você no novo filme/live do Carpenter Brut

Já comentamos aqui nesse espaço um pouco de como o synthwave se molda como estética artística na música, trazendo para o contemporâneo o culto à John Carpenter, Tangerine Dream, Vangelis, Goblin, Dario Argento, Giorgio Moroder  e outros similares. No cinema atual, isso gerou e ainda gera frutos também – como em Drive, Kung Fury ou Enter the Void -, mas isso é papo para outra hora. Inspirado no mundo de Carpenter Brut, incluindo o seu mais recente álbum Leather Teeth, o grupo francês de mídia Arte Concert resolveu gravar o show de lançamento da coleção de faixas e montou uma filmagem que corre entre cada música. Tudo num ambiente que mais parece uma festa de alguma associação atlética universitária por aí… Quando Bret Halford, o geek do ensino médio, se apaixona pela garota mais bonita do campus, todos os meios são bons para enfrentar a concorrência … Diante dessa situação, não há outra escolha: ele deve se tornar Leather Teeth, […]

Trajeto Alternativo

Novo punk: confira os lançamentos do último outono do selo curitibano Meia-Vida

O Meia-Vida nasceu em Curitiba, em meados de 2012, fundado por Aline Vieira e Gustavo Paim que queriam lançar seus sons e sons que eles gostavam de amigos, assim, decidiram criar um selo para isso. Havia o apreço pela estética de lançamentos de noise e música industrial dos anos 80 em cassete, mas se questionavam sobre o motivo de lançar nesse tipo de material na era do pós-MP3; até que um dia ao ouvir o som “Half-Life”, do Swans, e debatendo sobre várias questões do selo, chegaram ao ponto chave: meia-vida. Em entrevista ao site O Volume Morto, Aline conta que o termo tem origem na existência necessária para alimentar essa produção musical, por terem nascido sem os privilégios para conseguir equipamentos ou material – além do conceito químico, que trata da semi-desintegração dos elementos. O selo explora as possibilidades sonoras da fita cassete, à sua degradação natural e o fato dela tornar-se ruidosa com […]

Cinema

Um Lugar Silencioso: a elevação sensorial da experiência cinematográfica no terror contemporâneo

Nos últimos anos, ficamos acostumados com filmes estrondosos que são construídos com o intuito de fazer a sala de cinema vibrar, e, ao deparamos com um filme quase inteiramente silencioso, temos a certeza que essas artimanhas superlativas – ainda mais em filmes de terror/horror – não são necessariamente fundamentais. “Um Lugar Silencioso” consegue esse mérito justamente ao trabalhar no que seu título propõe, mas não perde o espectador em momento algum e o silêncio só colabora para criar um clima tenso e desesperador. A bem da verdade, o assisti ilegalmente pelo computador, no conforto do sofá; porém, logo após tê-lo findado, abri o Facebook e fui na busca para ver os relatos dos meus “amigos” depois de também vê-lo, e, os que foram assistir este filme em salas de cinema (quando ainda estava em cartaz por aqui) disseram coisas totalmente positivas, as quais eram a que eu esperaria ouvir. Não querendo soar […]

T.A. Greatest Hits

T.A. Greatest Hits: The KLF & Extreme Noise Terror – 3am Eternal

Essa é uma nova coluna aqui no Metranca; numa passagem de volta ao passado, revivendo os maiores (anti-)hits ainda presentes nas minhas playlists que têm a capacidade de alterar ou catapultar o meu estado de espírito ao ouvir. Os melhores sons que você não lembra se já ouviu ou faz questão de não ouvir. Você é capaz de imaginar um grupo de dance music disparando cartuchos vazios de metralhadora para o público em uma premiação glamourosa? Pois bem, isso aconteceu, e aquele foi um momento louco e tumultuado. O responsável foi o KLF, que tinha sido o número 1 nas paradas do Reino Unido e teve uma série de hits de música house (eles eram muito pop ), e decidiram “abandonar a indústria” de forma colossal e aniquiladora, unindo-se com o Extreme Noise Terror para aterrorizar o público com uma interpretação grindcore da sua dançante “3am Eternal“. Pode até parecer difícil assistir agora e […]

Coberturas Fotográficas

Tour do Black Pantera pelo sul trouxe muito groove violento para Joinville

Em turnê com o Rest in Chaos pelo sul do país, entre as datas das apresentações em Curitiba e Florianópolis, os mineiros do Black Pantera trouxeram intensidade ao feriadão de independência no dia 7 de setembro no Delinquent’s Bar em Joinville. A abertura da noite ficou por conta da Controversy. Para contextualizar um pouco da importância artística do Black Pantera, vale destacar a miscigenação musical que o trio de Uberaba criou: a brutalidade de riffs do metal (especialmente do thrash metal e groove metal) se unem as batidas mais enérgicas tradicionais da música punk e são encorpadas por influências blacks – não muito óbvias para uma banda com as características anteriores. Essa combinação é feita de uma forma muito homogênea, dando um estilo único ao som pesado da banda. E, naturalmente, eles carregam consigo um ativismo em suas obras, pela identidade dos próprios e pela origem dos gêneros musicais ao qual eles alimentam a […]

Cinema

Vent d’ouest: Quando a mensagem do cinema ultrapassa o valor da autoria

Há exatos três meses, mais especificamente no dia 9 de maio, pipocou na internet um suposto novo curta-metragem do lendário diretor francês Jean-Luc Godard. Como era de se esperar, a dita nova obra de Godard alcançou, após ser publicada no Youtube, uma instantânea quantidade de acessos impulsivos no site de vídeos e, obviamente, uma série de comentários a enaltecendo. O motivo do entusiamo cibernético é claro: Godard é um artista que faz jus ao seu culto; por reinventar-se constantemente e ainda assim manter um elo com o seu próprio legado, estabelecendo uma estranha naturalidade em cada transmutação sua. Apesar dessa dificuldade em definir essa essência que molda a carreira do diretor, podemos dizer que é uma junção de manifestações artísticas distintas, em uma colagem de gêneros e uma ousadia experimental que formam um projeto político e estético em constante movimento. JLC começou sua jornada ainda na década de 1950, mas sua primeira obra […]

Música

Autonom(a) Festival trará duo carioca Gorduratrans como atração nessa quinta no Porão

O grupo que organiza o festival, como o próprio nome que eles carregam sugere, age de forma autônoma, e tem o intuito de trazer novas bandas para o cenário independente de Joinville. Essa busca por uma pluralidade de opções faz todo sentido, já que mesmo Joinville sendo gigante, para os padrões do estado, sofre com uma enorme limitação no que diz respeito a atrações culturais – e principalmente musicais. A primeira edição organizada pelo coletivo terá a atração do duo carioca Gorduratrans (em tour pela região sul do país), banda de shoegaze que esteve no meio do turbilhão de novas bandas de uma cena musical diversa chamada “rock triste” – onde estão também presentes nomes como Lupe de Lupe, El Toro Fuerte, Enema Noise e Raça. Esse cenário teve um forte apelo de jovens de todo o Brasil, por conta de uma identificação por aquelas letras e atmosferas melancólicas; mas gerou também ferrenhos […]

Música

Site cataloga, ordena e monta playlists de todos os gêneros musicais existentes

Turntablism, Warm Drone, Duranguense, Fallen Angel e Filthstep. Alguns destes cinco termos lhe é familiar? Acredito que para 99.8% dos leitores desta publicação, a resposta será não, mas acredite: estas palavrinhas estranhas são denominações para gêneros musicais. Antes de mais nada, não, não os estou inventando. Estes são apenas alguns exemplos da imensidão musical que o site Every Noise at Once  possui. Ao todo são 1742 gêneros, meta-gêneros, sub-gêneros e micro-gêneros (e você pode adicionar mentalmente aqui mais classificações para a palavra) mapeados e jogados numa “nuvem” de tags – e esse não é um número definitivo, pois a coisa “tende a aumentar”. Primeiramente, é bom desmistificar o estigma que “música” é a representação sonora de melodias belas e bem construídas. É isso também, mas não é SÓ isso. O próprio nome do site, “every noise”, evidencia o que afirmo. Música é toda a conjuração de sons e silêncio por regras variáveis e […]

Esportes

Com lambanças de Karius e “waza-ari” de Sérgio Ramos, Real Madrid é campeão europeu

Antes da partida começar, Real Madrid e Liverpool tinham tudo para fazer em Kiev uma das finais mais equilibradas dos últimos anos da Liga dos Campeões da Europa, onde os ingleses possuíam um time – e principalmente um ataque – capaz de bater de igual para igual com os gigantes espanhóis e, enfim, acabar com a hegemonia madridista dos últimos cinco anos. Sim, “tinham” e possuíam”. A flexão verbal no pretérito imperfeito se dá por conta de uma infelicidade que mudou drasticamente o rumo da partida: o deslocamento do ombro do craque Salah. O atacante egípcio sofreu um waza-ari, golpe de judô, de Sérgio Ramos; e não, não foi um lance casual, já que o zagueiro espanhol fez um movimento com o braço realmente a fim de forçar o ombro do atacante quando ele caísse ao chão. Como resultado do lance sujo e desleal (e feito de uma maneira bem malandra, sem que […]

T.A. Greatest Hits

T.A. Greatest Hits: Integrity – Micha

Essa é uma nova coluna aqui no Metranca; numa passagem de volta ao passado, revivendo os maiores (anti-)hits ainda presentes nas minhas playlists que têm a capacidade de alterar ou catapultar o meu estado de espírito ao ouvir. Os melhores sons que você não lembra se já ouviu ou faz questão de não ouvir. O Integrity foi formado em 1988 na cidade de Cleveland (EUA) e, ao fundir o metal com o hardcore punk, foi o pioneiro de uma leva de bandas do início da década de 1990 no chamado metallic hardcore (hardcore metálico) – também conhecido como metalcore. Para chegar nessa fusão, eles jogaram um caldeirão de influências, como os japonese do G.I.S.M. (a coisa mais anti-you do hardcore), Motorhead, Slayer, breakdown e hardcore novaiorquino. Lembrando que o Integrity puxou ainda naquela época um grupo de bandas que disseminaram o hardcore “holy terror” e negativista, tal como o Earth Crisis e o Rorschach. Nos alicerces dessa […]

Música

Alcest: banda francesa retorna ao Brasil, com show em Santa Catarina

A banda francesa já esteve em terras brasileiras por duas vezes como atração do Overload Music Fest – cuja produtora anunciou recentemente uma pausa de novas edições do festival por tempo indeterminado – nos anos de 2014 e 2016, nessa última sendo um show especial ao executar na íntegra o disco Écailles de Lune e clássicos passados do grupo. O Alcest agora retornará ao Brasil trazendo novamente a turnê do recente disco Kodama (2016, Prophecy Productions), só que desta vez em primeira apresentação solo no país. O Alcest foi pioneira e ganhou popularidade na mescla de distintos gêneros musicais que se desenvolveram na década de 1990: black metal, shoegaze, dream pop e post-rock, criando assim uma atmosfera musical fria e conflituosa, mas que as mesmo tempo possui uma carga melódica e envolvente muito grande. Dessa fusão saiu o chamado blackgaze; com o prefixo representando os guturais rasgados e blast beats típicos do black metal e o sufixo representando o clima […]