Colunas

Da Lou: cantora joinvilense lança campanha para gravar trabalho próprio

A Da Lou, conhecida cantora de Joinville e região, lançou uma campanha no Catarse para gravar seu primeiro trabalho autoral completo. Vejam o texto do projeto e conheçam mais a iniciativa: “Sou uma mulher negra, guerreira e roqueira. E te digo mais! Eu canto sentimentos sinceros. Eu sou melodia às verdades que existem dentro da gente no nosso dia a dia. Transformo em música as mais profundas emoções que as pessoas ficam com receio em demonstrar para quem se ama, que se quer ao seu lado. Sentimentos esses que todos nós temos no decorrer da nossa vida mas, por receio de reprovação da sociedade, escondemos. Eu tenho uma voz potente e singular. Com esta voz, quero dar vida a esses sentimentos gravando o meu primeiro Ep! Afinal, quem nunca se apaixonou, perdeu o sono, ficou triste,feliz da vida por algo tão simples para os outros e super importante para você? Amor, carinho, […]

Música

Direto de Santos, o Surra traz ao Maniacs Metal Meeting o seu thrashcore em meio a um discurso político claro

Com letras sobre os excessos do capitalismo, do consumismo e do uso das redes sociais, o Surra tenta manter a coesão não apenas musical, mas também em seu discurso. Formada em 2012, dos membros remanescentes da extinta banda Like A Texas Murder, o grupo é composto por Victor (bateria), Leeo Mesquista (vocalista principal e guitarrista) e Guilherme Elias (baixo e também vocais). O Surra já fez turnês de norte à sul do Brasil, além de uma europeia em 2016. Em sua discografia, constam dois EPs, dois bootlegs, um live e um full-lenght (Tamo na Merda, lançado ano passado). Ambos os lançamentos da banda apresentam elementos muito perceptíveis sobre o posicionamento dos integrantes – bem voltado à esquerda -, onde as características pessoais de cada (anti-fascismo, veganismo…) transparecem em todo trabalho. O som transmite muito um mix de sensações, como descontentamento, raiva e pessimismo. O baterista Victor, em entrevista ao blog Microfonia Underground, […]

Música

Cassandra é a dose de metal lento e distorcido do Maniacs Metal Meeting

O duo curitibano Cassandra, formado por Daniel Silveira (baixo/voz) e Karina D´ Alessandre (bateria), tem como proposta um Sludge/Post Metal cheio de distorção, batidas arrastadas e reverb. Na estrada desde 2014, o Cassandra já realizou diversos shows na região sul e sudeste. A banda conta com o álbum Antumbra (2015) e atualmente está trabalhando na gravação do segundo álbum.  

commando 47
Música

Banda joinvilense Commando 47 se apresentou no programa Showlivre

O Commando 47, banda da cidade que está em atividade desde 2013, se apresentou no Release Showlivre, um programa para novos talentos do canal. Seu mix de peso e melodia; samplers e guitarras; metalcore, new metal e rap é até que bem original se comparado ao cenário do rock pesado de nossa cidade. O Showlivre é uma produtora de conteúdo digital especializada em música ao vivo. As apresentações dos artistas que aparecem por lá são transmitidas pelo Youtube, Facebook e Portal Terra, e depois disponibilizadas no canal da produtora e em serviços de streaming musicais.

Música

Welcome to Terreiro: o lendário Gangrena Gasosa é uma das grandes atrações do Maniacs Metal Meeting 2017

Formada no início dos anos 90, no subúrbio carioca, a banda Gangrena Gasosa é uma mistura de metal com pitadas de hardcore e macumba. Usando entidades da umbanda no palco, eles produzem uma música diferente que conquistou espaço dentro e fora da cena independente. Essa fusão cultural – nomeada pelos próprios integrantes como Saravá Metal – foi algo totalmente original dentro do meio headbanger, pois sempre houve a difusão do som de bandas nórdicas com temática pagã, mas é raro ver grupos que utilizam elementos de religiões afro-brasileiras (e que, de fato, sempre gerou um grande temor aqui no Brasil em quem está por fora dessa cultura). Eles são conhecidos também por jogar despachos de encruzilhada, galinha, cachaça e farofa no público durante seus shows. Em entrevista ao TripTV, a banda se gaba de sua fama: “Esse lance de incomodar é bom porque a gente acaba incomodando todo mundo. A gente já […]