Cristiane

Se você anda pela Rua do Príncipe, pelo terminal central ou pelo Adhemar Garcia provavelmente você já deve ter visto a Cristiane. Conhecida por estar sempre sentada na Rua do Príncipe vendendo bala de goma, já tem seu ponto fixo de venda lá. “Comecei a vender bala de goma foi em 2002, 2003. Faz tempinho já. Tem um pessoal que compra sempre”. Cega de nascença, nunca deixou que isso fosse um obstáculo. Com 39 anos, é natural de Florianópolis, veio para Joinville porque aqui encontrou o amor. Casada com ele, mora com seu esposo no bairro Adhemar Garcia. “Dia 29 agora de janeiro vai fazer 16 anos que vim para cá. Vim porque casei”. Começou os estudos em Florianópolis “Tinha coisas legais no colégio e outras que não gostava, que não era fácil pra mim” e quando adotou Joinville como cidade cursou o ensino médio aqui, no Ceja. “Joinville é uma cidade […]

Sem imagem

Cesta Básica

Bom dia, gente. Ontem nós conhecemos a história da Francisca (quem ainda não leu, http://coletivometranca.com.br/francisca/). E nós achamos que Francisca é mais do que uma voz a ser ouvida e repercutida, é uma voz que pode ser auxiliada. Por isso vamos montar uma cesta básica e levar lá no Morro do Meio, onde ela vive com seus cinco netos crianças. Quem quiser ajudar entre em contato com Sônia (https://www.facebook.com/soninhabiscaia) ou com o Dhuan (https://www.facebook.com/dhuan.luiz) que combinaremos um horário e local para vocês nos entregarem os mantimentos para podermos levar até eles. Quem está mais perto do Saguaçu pode combinar com a Sônia e quem estiver mais perto do Escolinha com o Dhuan. E quem estiver no meio entre os dois bairros, a gente combina um lugar. Ajudar quem precisa são pequenas ações que podem fazer um 2016 melhor. Com mais amor! Conheça mais sobre o projeto em: http://coletivometranca.com.br/projeto-historias-da-cidade-page-facebook/ e curta a página […]

Francisca

Talvez você ainda não conheça a senhora Francisca, mas quem andou pelou centro ou pelo morro do meio nos últimos dois meses já pode tê-la visto. Ela dividiu sua história com a gente. História que lhe arrancou algumas lágrimas e uma dor no peito de nós administradores da página Histórias na Cidade.  Natural de Alagoas, Francisca tem 70 anos e mora em Joinville há apenas 2 meses. Trabalhou durante toda sua vida na roça, com plantação principalmente de algodão. Saiu de Sergipe em busca de algo melhor “muita seca lá, ruim nas plantações”. “Aqui? Se tá viva, tá bom”. Francisca veio para cá cuidar de cinco netos, mora com eles no Morro do Meio. Crianças, o mais velho tem 12 anos. Joinville é também uma cidade de perdas “Aqui eu perdi dois filhos, meu filho e minha filha. Morreram aqui. Morreram de acidente de carro”. Hoje, Francisca cuida dos netos que seus […]

Seu Borba

Quem é frequentador dos terminais e pontos de ônibus de Joinville, possivelmente já viu o Seu Borba, senhor barbudo conhecido por todos por estar sempre carregando várias sacolas consigo, para onde quer que vá. Muitos veem seu Borba na rua e se perguntam curiosos: o que há dentro das sacolas que ele carrega? Mas será que alguém já se perguntou o que há dentro do homem que as carrega? Nós fomos conversar com ele e descobrimos que apesar do seu percurso difícil é um homem que gosta de conversa e que tem muita fé em suas crenças, a religiosidade faz parte de seus dias. Sua idade? “Ah, o cara lá de cima é que sabe, né. Mas eu diria que tenho no máximo uns 49 anos”. Seu Borba, natural de Barra Velha, nasceu no sítio e desde cedo ajudava a família nas plantações de alimentos. Após a morte de seus pais, apostou […]

Projeto Histórias da Cidade – page Facebook

A página  do Facebook: Histórias da Cidade tem como objetivo mostrar uma face joinvilense a partir do real, distanciando-se de propagandas publicitárias que por vezem captam apenas uma parcela da cidade. Construir uma perspectiva da cidade de dentro para fora, isto é, do povo para a cidade. Nós acreditamos que a cidade é um reflexo de seu povo. E o povo sangra, sua, chora, mas também ama, ri e pensa. É muito comum nós criarmos ídolos, lugares-marketing e o foco passa a ser o batido, o rotulado. Cidade alemã? Cidade das bicicletas? Cidade dos príncipes? Será que o povo das ruas dessa cidade vive sob esses rótulos? Um morador de rua não se envolve com a mídia, assim ninguém diz para ele que ídolos seguir. Qual é a significação desses ídolos para aqueles que não são expostos diariamente a esses ideais, que o povo que tem acesso às mídias, por vezes engole, […]

Presidente de sindicato de hotéis de Florianópolis culpa nordestinos por poluição

Em entrevista à Rádio Gaúcha sobre a poluição das praias em Santa Catarina, o presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Florianópolis, Tarcísio Schmidt, afirmou que a contaminação nas águas do Estado é pontual. Ao comentar o tema, ele ainda disse que a alimentação é a causa de muitas viroses contraídas por turistas, devido à ingestão de queijo coalho vendido por ambulantes. — Vem nordestino para cá, e eu não tenho nada contra os nordestinos, mas eles trazem queijo coalho, que a maioria come.  Aí acontecem os problemas e culpam a poluição. A poluição aqui é pontual, três ou quatro pontos na ilha — disse. Ouça a entrevista:  

Colunas

Bowie, Mandela, e o radicalismo online

Entre 1974 e 1976, o músico, ator e compositor britânico David Bowie esteve em um lugar muito sombrio. Sob a sua última persona artística, o Duque Branco e Magro, Bowie viveu a base de uma dieta, em suas palavras, de pimenta, leite e cocaína. Personificando o pior da humanidade, Bowie e o Duque se converteram em uma coisa só. Essa fase foi marcada por um fascínio profundo pelo fascismo – culminando em uma entrevista vergonhosa para a Playboy, em que Bowie exaltou a necessidade de um regime nazi-fascista no Reino Unido, e chamou Hitler de “o primeiro rock star”. O artista nunca negou esse período de sua vida. Jamais fez segredo ou pouco caso de seu condenável passado nazista. Mas após sua morte neste domingo, essa fase de sua vida, uma nódoa da qual ele jamais escondeu seu remorso (e da qual pouco se lembrava, dada as quantias homéricas de drogas que […]

AMERICANA CONFUNDE BRASILEIROS COM MUÇULMANOS E OS INSULTA NA RUA

Via Blasting News (VÍDEO NO FINAL DO POST) O medo causado pelo aumento de combatentes do Estado Islâmico e Al-Qaeda tem deixado muito americano paranoico com medo de ser a próxima vitima. Prova disso aconteceu no dia 23 de dezembro de 2015, quando dois cineastas brasileiros realizavam filmagens próximos doAeroporto de Pompano Beach. Na ocasião, uma mulher muito assustada e alterada, os acusou de serem muçulmanos terroristas e disse que eles estavam filmando o local para fazer vídeos de apologia aos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, quando aviões foram sequestrados e jogados contra as torres do World Trade Center, matando inúmeras pessoas. A americana foi ainda mais longe e chamou os brasileiros de pedófilos, alegando que americanos não querem a permanência de pessoas do Oriente Médio nos Estados Unidos. O que poderia e foi uma atitude preconceituosa, acabou se tornando motivo de descontração para os brasileiros, que filmaram toda a ação […]

Cantora joinvilense é vítima de racismo na Internet

A cantora Louise Machado, mais conhecida por Da Lou, publicou em sua página oficial prints de um comentário nitidamente ofensivo em um dos seus vídeos. De acordo Da Lou, esta é a primeira vez que ela sofre este tipo de ataque na Internet, apesar de já ter lidado com outros casos pessoalmente. Da Lou já foi orientada a fazer um Boletim de Ocorrência e diz que se sente profundamente chateada por não ter como se defender, já que o perfil que a atacou é provavelmente um perfil falso (fake).    

A HILARIANTE BATALHA ENTRE UM GRAFFITER E AS AUTORIDADES

Via Shifter Um graffiter britânico fez uma espécie de “medição de forças” com as autoridades locais, documentado pelo internauta anónimo Mobstr no seu site. “Passei durante anos por esta parede”, escreveu no mobstr.org, onde diz registar trabalho encontrado em ruas e outros locais por pessoas desconhecidas. “Notei que graffitando a área vermelha, o graffiti era apagado com tinta vermelha. Contudo, graffitando a parte em volta da área vermelha, o graffiti era apagado por lavagem à pressão”, contou. “Isto levou ao início de uma experiência. Ao contrário de outros trabalhos, estava muito incerto quanto ao que daí ia resultar.” Ao longo de um ano, Mobstr fotografou a parede e agora reuniu todas as fotos numa série visual publicadano seu site.

​BOMBAY GROOVY – Banda paulista traz suas experimentações sonoras para o Psicodália 2016

Via Psicodália A presença constante do sitar é um elemento decisivo para o som da banda Bombay Groovy e revela seu profundo envolvimento com a música oriental. O quarteto foi convidado a retornar ao Psicodália em 2016 como uma das atrações que dividirão os quatro palcos musicais do festival que acontece durante o Carnaval. Tudo começou no verão de 2012 quando Daniel Costa, músico que já atuou como sitarista para nomes importantes da cena psicodélica nacional, resolveu rumar para o contrabaixo. Nesse ínterim, conheceu Rodrigo Bouganos, multi-instrumentista que fazia aulas de sitar indiano com o mesmo mestre. Deste encontro, nascia a ideia da Bombay Groovy, que começou a se concretizar pouco tempo depois com a chegada do baterista Leo Costa. A afinidade de Leo com as percussões étnicas também incrementou o estilo peculiar e visceral do grupo. Bourganos, que teve aulas no Oriente com o Guru Chandranath Battacharya e toca o instrumento […]

Alunos de maior renda podem passar a pagar por universidade pública

Estudantes de universidades públicas com renda familiar superior a 30 salários mínimos (R$ 26,4 mil) poderão passar a pagar anuidade escolar. A proposta (PLS 782/2015) foi reapresentada no final de 2015 pelo senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) e aguarda manifestação das comissões de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e de Educação, Cultura e Esporte (CE), cabendo a esta a votação final. De acordo com o projeto, o cálculo dessa anuidade deverá levar em conta a média do custo per capita dos alunos matriculados no mesmo curso em universidades privadas. Apesar do esforço da política de cotas para democratizar o acesso às universidades públicas, Crivella observou, com base em dados do IBGE, que a parcela de estudantes em melhor situação financeira no ensino superior público passou de 20%, em 2004, para 36,4% em 2014. “A despeito dos esforços para reverter essa contraversão da lógica inicial, a realidade mostra que isso foi insuficiente. A proporção […]

Colunas

Camaleão do rock, das artes e da vida – Adeus, Bowie

Perdemos um dos maiores músicos que o mundo já teve. Um dos artistas mais versáteis da história, e um dos maiores letristas que a humanidade já teve. Ator, compositor e cantor, a carreira de David Jones/David Bowie/Ziggy Stardust/Aladin Sane/The Thin White Duke permeu mais de meio século. Abordou, através de fantasia, ficção científica e a mais dura realidade os dramas da condição humana. Poucos músicos podem sonhar em ter um repertório tão versátil, que vá de tragédias como I’ve not been to Oxford Town e Life on Mars até delírios hippie como Memory of a Free Festival, passando por músicas apocalípticas como The Man who Sold the World e Cygnet Committee, e até uma balada folk como THe Laughing Gnome. Bowie se junta ao rol de lendas da música. Assim como seu estilo musical, suas posições oscilaram entre extremos. Já foi um idealista, já foi um fascista, e já foi indiferente aos […]

Caiu num buraco? Saiba que você pode processar o poder público

O descaso em torno da conservação das vias públicas fez mais uma vítima no último domingo (10) em Joinville. A chuva é uma das principais desculpas da atual gestão municipal para o problema, entretanto, de acordo com o advogado Maurício Benedito Petraglia Junior, em entrevista para o site olhardireito quem sofrer acidente nas vias urbanas ou rodovias por causa de um buraco tem direito a ser ressarcido ou indenizado pelo responsável. Confira: “O que pouca gente sabe é que a omissão do poder público na conservação de vias públicas pode resultar em indenização caso haja danos provocados por buracos. De acordo com advogado Maurício Benedito Petraglia Junior quem sofrer acidente nas vias urbanas ou rodovias por causa de um buraco tem direito a ser ressarcido ou indenizado pelo responsável. “Por isso a vítima pode recorrer à Justiça. No caso do ajuizamento de um processo, são necessários alguns procedimentos como Registrar boletim de ocorrência; Reunir […]